Clubes da Série A mantêm posicionamento sobre clube-empresa apesar da pandemia

Sem jogar desde março, os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro traçam alternativas para superar a perda de receitas. Pauta recorrente em 2019, os Projetos de Lei nº 5.082/16, já aprovado na Câmara dos Deputados e nº 5516/19, em discussão no Senado, que abordam a transformação da gestão associativa dos clubes para o molde […] O post Clubes da Série A mantêm posicionamento sobre clube-empresa apesar da pandemia apareceu primeiro em ISTOÉ Independente.

Sem jogar desde março, os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro traçam alternativas para superar a perda de receitas. Pauta recorrente em 2019, os Projetos de Lei nº 5.082/16, já aprovado na Câmara dos Deputados e nº 5516/19, em discussão no Senado, que abordam a transformação da gestão associativa dos clubes para o molde empresarial, se esfriaram em decorrência da propagação do novo coronavírus. Contudo, a decisão dos clubes não mudou e a maioria deles continua enxergando os projetos da mesma forma que os viam antes da pandemia.

O Estadão entrou em contato com as 20 equipes da Série A do Campeonato Brasileiro e todas que responderam afirmaram ser favoráveis aos projetos. Contudo, a adesão aos moldes empresariais está longe de ser um consenso. Apenas Botafogo e Atlético-GO mostraram-se adeptos à migração de suas gestões, enquanto há clubes que ainda não discutiram essa pauta e outros que já discutiram e não se enxergam aptos a essa transformação.

A maioria dos clubes ainda não debateu a transição, embora sejam favoráveis aos projetos. Dentre os grandes paulistas, a reportagem apurou que o Santos é o único que já avaliou a transformação. São Paulo, Palmeiras e Corinthians aguardam a tramitação das propostas para discutirem a transformação em seus conselhos.

O São Paulo entende que essa “mudança pode trazer inúmeros benefícios”. Já o Palmeiras diz que a “”discussão deve se concentrar na forma de tributação dos clubes”. O presidente Andrés Sanchez, do Corinthians, por sua vez, é favorável à aprovação, contanto que não ela não seja obrigatória.

No Sul, o Coritiba afirmou que os projetos foram “amplamente discutidos pela diretoria e conselhos” e enxerga a transformação de forma bastante positiva. Já o Athletico-PR apenas disse à reportagem que é favorável, sem dar mais detalhes. Grêmio e Internacional se opõem à gestão empresarial devido aos seus históricos democráticos e não se enxergam neste modelo, embora sejam favoráveis à adequação para clube-empresa.

No Nordeste, Fortaleza e Sport ainda não realizaram a discussão em seus conselhos. O clube de Recife afirmou que a adesão à gestão empresarial depende “de uma série de uma série de questionamentos”, mas que não deixaria de avaliar propostas. Já o Fortaleza é mais reticente à ideia. O presidente Marcelo Paz afirmou ver com bons olhos a aprovação do projeto, contanto que sua adesão “não seja obrigatória”. O Ceará, por sua vez, já discutiu as propostas e afirma que a transformação poderia gerar “passivos desnecessários”.

Em 2019, parte dos clubes que disputavam a Série A do Campeonato Brasileiro uniram esforços para a elaboração de um manifesto, assinado em conjunto, que externava a posição dos participantes sobre a regulamentação da gestão empresarial.

Leia Também:

Dentre os clubes que disputam o atual Brasileirão, assinaram o documento: Ceará, Vasco da Gama, Atlético-MG, Flamengo, Bahia, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Santos, São Paulo, Palmeiras, Corinthians e Internacional.

Vasco, Atlético-MG e Fluminense mantém o posicionamento externado no manifesto: “Não se opõem ao debate do chamado ‘clube-empresa’, demonstrando uma vez mais ao Poder Legislativo e à sociedade brasileira seu compromisso com o desenvolvimento do futebol, desde que os Clubes que se mantiverem sob a forma de associação não percam nenhum direito ou benefício, presente ou futuro”.

Marcos Egídio, diretor administrativo do Atlético-GO, afirmou que o anúncio de transição para o modelo empresarial de gestão, realizado em maio, em meio à pandemia, nada tem a ver com os reveses econômicos acarretados pelo vírus. Segundo Egídio, isso “já era um planejamento do clube”, que acredita ser “lgo inevitável e necessário” ao futebol brasileiro.

Comprado pela empresa austríaca de energéticos Red Bull, em 2019, o Red Bull Bragantino atingiu sua meta e chegou à Série A do Campeonato Brasileiro em 2020. O clube avalia que o equilíbrio financeiro amenizou os impactos econômicos da pandemia, já que não depende de forma decisiva das rendas que foram paralisadas, como o dinheiro oriundo da bilheteria e de planos sócio torcedor, que a equipe ainda não possui. Procurado pela reportagem, o Bahia não quis se posicionar. Flamengo e Goiás não responderam.

Na análise do professor Paulo Feldmann, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) “quem opta pelo modelo associativo, não está interessado na profissionalização do clube e acredita que vai perder o controle dele, principalmente, das questões financeiras que o envolvem”.

“O clube, ao virar uma empresa, passa a ter uma gestão séria e previsível. Aos olhos de bancos e investidores isso é muito bom e, assim, é possível angariar mais recursos. Por ser uma empresa, há maior racionalidade e profissionalismo. Hoje, os dirigentes em clubes associativos são escolhidos pelo grau de amizade ou confiança que os conselheiros têm da pessoa. No clube empresa, os dirigentes e todos empregados são escolhidos pela competência profissional se não corresponderem, serão demitidos. No clube associativo é muito difícil demitir alguém, porque se pode esbarrar em questões políticas internas”, completa Feldmann.

O post Clubes da Série A mantêm posicionamento sobre clube-empresa apesar da pandemia apareceu primeiro em ISTOÉ Independente.

[original-link-rel='nofollow']Notícia da fonte[/original-link-rel='nofollow']

Compartilhar

Deixe seu comentário

Postagens recentes

SP: Recém-nascida é encontrada em sacola plástica em portão de casa

Uma bebê recém-nascida foi encontrada em uma sacola plástica, pendurada no portão de uma casa,…

10 minutos Atrás

Emmy 2020: Zendaya quebra recorde, prêmio com álcool em gel e mais curiosidades

O Emmy 2020 realizou a primeira edição 'virtual' devido a pandemia do coronavírus. Os convidados…

15 minutos Atrás

Justiça impede retorno de professores civis ao Colégio Militar do Rio

A Justiça Federal concedeu uma liminar que impede o retorno das aulas presenciais no Colégio…

16 minutos Atrás

Halep vence Torneio de Roma após abandono de Pliskova na final

A romena Simona Halep, primeira cabeça-de-chave, venceu o Torneio de Roma nesta segunda-feira, após o…

16 minutos Atrás

EUA: exportadores relatam vendas de 435 mil toneladas de soja ao mercado externo

São Paulo, 21 – Exportadores dos Estados Unidos relataram vendas de 435 mil toneladas de…

16 minutos Atrás

Luana Piovani está com covid-19

Luana Piovani testou positivo para covid-19. O resultado do exame, segundo a atriz, saiu na…

20 minutos Atrás

Homem é preso por estuprar criança de 10 anos em área de mata na Zona Norte

Manaus – Um homem de 49 anos foi preso na manhã de domingo (20), suspeito…

24 minutos Atrás

Sem salário há 3 meses, vigilantes cruzam os braços no HPS João Lúcio

Manaus – Vigilantes da empresa Millenium Segurança, que prestam serviço para o Governo do Amazonas,…

27 minutos Atrás

++ Itália cortará um terço dos parlamentares, diz boca de urna +

ROMA, 21 SET (ANSA) – Uma pesquisa de boca de urna indicou a vitória do…

28 minutos Atrás

Partida do Tottenham pela Copa da Liga Inglesa pode ser cancelada

Leyton Orient, adversário do time de José Mourinho, divulgou um comunicado em que afirma ter…

29 minutos Atrás

Dólar sobe mais de 2% ante o real com aversão ao risco no exterior

A forte aversão ao risco no exterior atinge em cheio o início dos negócios no…

32 minutos Atrás

Após vai e vem judicial, escolas particulares podem reabrir no DF

Mais de seis meses após a suspensão das aulas presenciais nas escolas públicas e particulares…

32 minutos Atrás

A Força do Querer: Ruy e Zeca são levados por correnteza e têm destino selado por índio

A Globo estreia na noite desta segunda-feira na sua programação a reprise de A Força…

33 minutos Atrás

Lagarde: transição desordenada para economia de baixo carbono pode trazer riscos

Uma transição desordenada para a economia de baixo carbono pode trazer riscos sistêmicos relevantes, afirmou…

35 minutos Atrás

‘Apadrinhado’ por Barrichello, piloto pernambucano sonha com futuro na Indy

O pernambucano Kiko Porto, de 17 anos, traçou um objetivo na carreira diferente dos demais…

37 minutos Atrás

Blogueiro investigado mantinha grupo com deputados bolsonaristas

O blogueiro Allan dos Santos, apontado como autor de mensagens em que sugere ‘a necessidade…

37 minutos Atrás

O que é o treinamento de olfato que combate um dos sintomas da covid-19

"É como se uma barreira invisível separasse você da realidade", diz Saulo. "É como se…

37 minutos Atrás

Whats Notícias, usa os cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.