Categorias: G1

Rastreamento de focos de dengue revela 1 mil imóveis desocupados no Centro de Piracicaba

Prefeitura notifica proprietários para que façam a limpeza de focos de dengue nos imóveis, que estão para venda e locação; descumprimento pode gerar multa. Prefeitura rastreia mil imóveis desocupados no Centro de Piracicaba Edijan Del Santo/EPTV ...


Prefeitura notifica proprietários para que façam a limpeza de focos de dengue nos imóveis, que estão para venda e locação; descumprimento pode gerar multa. Prefeitura rastreia mil imóveis desocupados no Centro de Piracicaba Edijan Del Santo/EPTV A Prefeitura de Piracicaba (SP) fez um rastreamento de imóveis desocupados para conter os focos de dengue na cidade e identificou cerca de mil locais para venda e locação na região central da cidade. A intenção é fazer com que os proprietários façam a limpeza de focos para evitar a proliferação do Aedes aegypti. Os imóveis desocupados são os que estão para venda e locação, sob responsabilidade de imobiliárias. Por passarem meses sem manutenção, podem ter focos de água parada, condição favorável para proliferação do mosquito da dengue. A primeira etapa do trabalho, iniciada em abril, foi fazer um levantamento de campo de todos os imóveis da região central que estão para locação ou venda. O rastreamento foi feito pela equipe do Plano Municipal de Combate ao Aedes (PMCA). A partir daí, os proprietários são notificados. Segundo Sebastião Amaral Campos, o Tom, coordenador do PMCA, donos de 500 imóveis desocupados já foram notificados e a expectativa é que o restante seja até o final de junho. "Os criadouros mais comuns encontrados são vasos sanitários sem tampa, piscinas sem tratamento, calhas entupidas, caixas d'água mal tampadas ou sem tampa, ralos externos sem manutenção, entre outros. São locais que devem ser vistoriados constantemente", explicou. Dengue é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti Getty Images/BBC Após a notificação dos proprietários e das imobiliárias, são agendadas visitas para verificação se apresentam ou não problemas com criadouros. Depois os proprietários tem um prazo para resolver de acordo com os problemas apresentados. Multa O não cumprimento desse acordo pode gerar multa de R$ 1.085,40 e o valor duplica a cada reincidência, segundo Tom. Só em 2020 já foram aplicadas 57 multas em proprietários de imóveis desocupados. "É importante a conscientização dos proprietários desses imóveis. Que eles realizem uma manutenção mais frequente em suas propriedades, evitando o aparecimento de criadouros e eliminando, assim, a possibilidade de penalidades. A atitude é fundamental para a melhoria da qualidade de vida em Piracicaba, uma vez que reduz o risco de casos de dengue", afirmou Tom. Após a finalização da ação na área central, as equipes do PMCA farão o trabalho na Região Norte. Redução de casos Piracicaba registrou até agora uma redução nos casos confirmados de dengue em 2020, segundo a Secretaria de Saúde. Nas primeiras 20 semanas do ano, foram 768 pacientes que testaram positivo para a doença, uma redução de 77%, se comparado ao mesmo período de 2019, quando foram registrados 3.376 casos de dengue. Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba

G1

Leia Também:
Compartilhar

Deixe seu comentário

Postagens recentes

Whats Notícias, usa os cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.