Pandemia de coronavírus modifica relação das pessoas com o luto

A pandemia de coronavírus, marcada pelas atualizações constantes do número de infectados e mortes em várias partes do País e do mundo e pela alteração profunda da vida cotidiana, modifica a relação das pessoas com o luto e confunde as diferentes fases emocionais até a aceitação da morte. Essa é a opinião do psicólogo Marcelo […] O post Pandemia de coronavírus modifica relação das pessoas com o luto apareceu primeiro em ISTOÉ Independente.

A pandemia de coronavírus, marcada pelas atualizações constantes do número de infectados e mortes em várias partes do País e do mundo e pela alteração profunda da vida cotidiana, modifica a relação das pessoas com o luto e confunde as diferentes fases emocionais até a aceitação da morte. Essa é a opinião do psicólogo Marcelo Santos, professor de Psicologia da Universidade Mackenzie Campinas.

“Estágios como negação, depressão, raiva e barganha, que não ocorrem necessariamente nessa ordem, se confundem porque as pessoas revivem a morte diariamente, seja na hora de ligar a TV ou quando alguém fala da pandemia. Com isso, o luto sofre um alongamento e a aceitação pode ficar mais difícil”, diz o especialista.

As teorias citadas por Santos, que dividem a relação com a morte em fases foram desenvolvidas pela psiquiatra suíça Elizabeth Kubler-Ross. Outras teorias apontam um processo dual do luto no qual as ondas (ou oscilações) entre perda e restauração se alternam.

Para Maria Julia Kovács, professora do Instituto de Psicologia da USP, o luto, processo de elaboração pela perda de uma pessoa querida que envolve sentimentos de diversas ordens e intensidades, encontra dificuldades adicionais durante a pandemia. Mas existem formas de tentar aliviar a dor. “Velórios e enterros virtuais, atendimento do luto por psicólogos online e projetos de manutenção de lembranças e memórias virtuais são meios que ajudam nesse processo. É uma forma de aliviar a dor no momento”, diz.

Leia Também:

A mãe do representante comercial Robson (nome fictício) morreu de covid-19 após dez dias de internação em um hospital particular de São Paulo, o pai foi sozinho reconhecer o corpo e ao crematório. Quando a pandemia passar, ele quer organizar uma missa para celebrar a vida de sua mãe, que tinha 57 anos e nenhuma doença preexistente.

Paralelamente à dor do luto, muitas famílias têm de conviver com o estigma, ou seja, a marca pela morte de parentes. “Essas famílias têm de conviver com a dificuldade da perda e ficam expostos à estigmatização de possível contágio. Elas sofrem duplamente. A verdade é que todos estamos sujeitos ao coronavírus. Aquele que estigmatiza poderá ser estigmatizado”, explica Santos.

O especialista lembra que existem exemplos históricos de estigmatização relacionados às doenças. No livro A Praga, a jornalista Manuela Castro mostra como as pessoas com hanseníase eram colocadas à margem da sociedade em função do perigo do contágio. Entre 1924 e 1962, o Brasil utilizou a internação compulsória de pacientes com hanseníase como forma de controle da doença. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O post Pandemia de coronavírus modifica relação das pessoas com o luto apareceu primeiro em ISTOÉ Independente.

[original-link-rel='nofollow']Notícia da fonte[/original-link-rel='nofollow']

Compartilhar

Deixe seu comentário

Postagens recentes

Freguesia? Botafogo leva vantagem contra o Vasco em mata-matas

O histórico geral entre Vasco e Botafogo dá vantagem para o Cruz-Maltino. Quando o assunto…

51 minutos Atrás

Jairzinho faz comentário machista sobre bandeirinha em transmissão do Botafogo: 'Bota pra lavar roupa'

Um comentário machista marcou a transmissão da partida entre Botafogo e Vasco, nesta quarta- ...

54 minutos Atrás

Veja os próximos passos após Alerj autorizar abertura de processo de crime de responsabilidade contra Wilson Witzel

Tribunal misto será formado com cinco deputados e cinco desembargadores que ainda serão definidos. Prazo…

1 hora Atrás

na BR-406 | Carreta tomba e derrama 26 mil litros de combustível no RN

Carreta tomba e derrama 26 mil litros de combustível no RN

1 hora Atrás

Jairzinho faz comentário machista sobre bandeirinha em transmissão do Botafogo: ‘Bota pra lavar roupa’

Ex-atacante foi um dos convidados da BotafogoTV, canal do Alvinegro no YouTube, para a transmissão…

1 hora Atrás

Botafogo x Vasco | Jairzinho usa fala machista com árbitra: 'Vai lavar roupa'

Jairzinho usa fala machista com árbitra: 'Vai lavar roupa'

1 hora Atrás

Autuori valoriza classificação do Botafogo: 'Não sofremos'

Objetivo cumprido: o Botafogo está nas oitavas de final da Copa do Brasil. O clube…

1 hora Atrás

Autuori valoriza classificação do Botafogo: ‘Não sofremos’

Treinador do Glorioso elogiou esforço da equipe e atuação de Keisuke Honda, afirmando que japonês…

1 hora Atrás

Coelho avalia atuação contra o Sport: 'Perdemos tentando o resultado'

Nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, o Corinthians foi derrotado por 1 a 0 pelo…

2 horas Atrás

Russomanno lidera em São Paulo com 29%, segundo pesquisa Datafolha

O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos) lidera a corrida pela Prefeitura de São ...

2 horas Atrás

Whats Notícias, usa os cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.